Menu

Tv On-line

Eventos

Mais →

Agenda

Mais →

Estudo Bíblico

A ENFERMIDADE NA VIDA DO CRENTE

A ENFERMIDADE NA VIDA DO CRENTE

 

 

ENFERMIDADES: CAUSAS, EFEITOS E SOLUÇÕES.

 

Introdução: Quando falamos de enfermidades; não podemos esquecer a origem das mesmas. Quando o pecado entrou no mundo através do primeiro casal Adão e Eva, a partir de então toda a sua descendência estaria sujeita a toda sorte delas. A enfermidade pode ser de ordem física, pois estamos num corpo corruptível que tem um tempo estabelecido de vida nesta terra. Desta enfermidade física ninguém escapa, pois elas podem surgir subitamente em qualquer parte do corpo. Algumas das várias causas que fazem o corpo enfermar podem vir de ordem congênita; alimentação incorreta ou excessiva; falta de exercícios e muito mais. Outro tipo de enfermidade tem origem na alma, que são chamadas de doenças psicossomáticas, tem um percentual altíssimo de ocorrências. Cerca de oitenta por cento de pessoas são afetadas por isso em todo o mundo. Esses tipos de enfermidade muitos desconhecem. Em vista disso, muitos procuram solução com psicólogos e psiquiatras; outros buscam meios perigosos como as drogas; álcool; antidepressivos e outros mais. Outros buscam no lado místico e quando esse lado pende para as coisas malignas, acabam se afundando mais ainda nos seus problemas de alma. Outros buscam nas igrejas a solução para os seus problemas. No entanto nem todas as igrejas contam com pastores preparados na área psicológica e teológica para tratar desse tipo de problema; com isso acabam prejudicando consideravelmente essas vidas e para piorar; tem muitos que ainda tiram proveito dessa situação. A também a doença no espírito a qual tem suas origens advindas do nosso exterior, ou seja, a parte física; com maiores proporções as oriundas da parte psíquica (alma) que consequentemente vem afetar a área espiritual. 

1 - A CONDIÇÃO EXTREMA DO HOMEM É A OPORTUNIDADE PARA DEUS AGIR

* As alternâncias da vida do crente podem acontecer surpresas trágicas - Isaías 38.Ia - Naqueles dias, Ezequias adoeceu de uma enfermidade mortal; - Romanos 8.28 E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

A enfermidade do rei Ezequias não era somente física. Havia outras coisas além da doença física; pois havia sintomas de doença psíquica e espiritual na vida desse rei. Quando iniciou o seu reinado fez aquilo que era reto aos olhos de Deus, com reformas; promovendo a restauração do templo; a organização do serviço cerimonial; a prática da lei; os jejuns e tudo isso trouxe de volta a espiritualidade do povo com grandes avivamentos. A uma grande verdade quando a palavra diz: “aquele que está de pé cuide para que não caia”. Em nossa caminhada é preciso muito cuidado, principalmente quando o crente é usado por Deus. O sucesso na obra precisa ser muito bem administrado para que a soberba e o orgulho não tentem exercer qualquer domínio, seja a obra grande ou pequena. É preciso lembrar: “Deus abate o soberbo”. Isso aconteceu com o rei Ezequias. Quando o profeta Isaías foi até o rei e o advertiu para que colocasse a sua casa espiritual em ordem, certamente havia um pecado oculto no interior desse homem. A bíblia diz: que tudo que está encoberto será descoberto. Aos olhos de todos o que esse rei carregava não aparecia, mas aos olhos de Deus nada fica oculto. Após a sua cura e vitória sobre os inimigos aquilo que estava oculto em Ezequias vem a se repetir, só que desta vez a descoberto. Foi quando ele recebeu os emissários babilônicos e contou vantagens das suas riquezas aos inimigos. A auto exaltação inundou o coração do rei: “mas não correspondeu Ezequias ao benefício que se lhe fez, porque o seu coração se exaltou”. (2 Crônicas 32.25). Alguém nessa situação não está em condições de vencer qualquer tipo de batalha. A doença de Ezequias foi um mal necessário, pois deu oportunidade a Deus, fazer uma obra completa na sua vida. Curou não somente a sua enfermidade física, mas principalmente a da sua alma que estava enferma pelo pecado do orgulho, e assim a sua espiritualidade pode ser restabelecida. Todas as coisas contribuem para o nosso bem; não importando quais sejam os tipos de males que venham nos afligir. Quando isso acontece é hora de acender o sinal e fazer um exame introspectivo para enxergarmos como está a nossa situação espiritual diante de Deus. Lembrem-se: Deus fala conosco de diversas formas; até pela doença.

* É nas piores aflições que o homem se rende a ouvir a voz do Senhor - Isaías 38.1a - e veio a ele Isaías, filho de Amoz, o profeta, e lhe disse: Assim diz o Senhor: Provérbios 1.33 Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará livre do temor do mal.

Quando o coração do homem se endurece as coisas começam a ficar difíceis para ele. Principalmente quando as suas atitudes demonstram que não abrirá a sua guarda facilmente. Isso é notado quando age com dura cerviz não dando ouvidos a qualquer tipo de conselho; nestes casos, existem alguns meios que podem realizar um quebrantamento: um desses meios é uma súbita enfermidade. A enfermidade provoca vários medos e o maior deles é o de morrer. É nesse momento que todas as resistências são quebradas e então a sua sensibilidade vem à tona e os seus ouvidos passam a ficar receptivos a atentar para a voz de Deus e aquilo que Ele quer corrigir. Se quisermos nos libertar dos nossos medos; traumas; inseguranças; fobias; depressões e muito mais coisas, temos que ser totalmente obedientes à palavra de Deus, seguindo os seus preceitos em total submissão a sua vontade. Como diz a palavra: Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda. Salmos 91.10.

* Nunca se toma para si uma palavra profética como o resultado final - Isaías 38.1c - Põe em ordem a tua casa, porque morrerás e não viverás. – Jeremias 18.8 Se a tal nação, porém, contra a qual falar se converter da sua maldade, também eu me arrependerei do mal que pensava fazer-lhe.

Precisamos entender que os olhos do Senhor estão atentos sobre todos os seus; Ele usa vários meios de comunicação e entre eles a sua palavra que é a verdadeira profecia. Se algo precisa ser corrigido em nossa vida não ficaremos desavisados e isso é por causa da misericórdia divina que é a causa de não sermos consumidos. À luz da palavra seja ela: admoestativa; corretiva ou exortativa; certamente seremos inteirados daquilo que está errado em nossa vida. O nosso destino fica traçado pela situação que nos encontramos diante de Deus. Caso não haja arrependimento as consequências serão desastrosas. Porém nós servimos um Deus que também tem a sensibilidade de se arrepender e cancelar o mal a qual estávamos destinados. Para que isso aconteça é necessário se despojar de todo orgulho; de toda; soberba e tomar uma postura de humilhação e profunda contrição para que Deus volte a encontrar lugar em nossas vidas.  

2. AS CIRCUNSTÂNCIAS DESFAVORÁVEIS SE REVERTEM COM QUEBRANTAMENTO

* O recurso infalível da oração pode anular o que está predestinado - Isaías 38.2 - Então, virou Ezequias o rosto para a parede e orou ao Senhor – Salmos 34.18 Perto está o SENHOR dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito.

A oração é realmente um instrumento poderoso que muitos desconhecem ou não praticam. Ezequias nesse momento de profunda aflição lembrou-se disso. E sua primeira atitude ao receber a mensagem do profeta foi recorrer ao poder da oração. Não havia outro meio de mover o coração de Deus; e assim, com essa postura de grande contrição e humilhação ele clama pela misericórdia do Senhor. Como está escrito: “aquele que confessa e deixa os seus pecados, alcançará misericórdia”. Também está escrito: “humilhai-vos diante da potente mão de Deus e Ele vos exaltará”. Quem ora com fé sabe que o Senhor está perto e os seus ouvidos estão atentos como diz a palavra: “ao aflito Ele se revela aos seus ouvidos”. A oração do justo pode muito em seus efeitos. Em todos os dias da nossa vida em circunstâncias favoráveis ou desfavoráveis nunca podemos deixar de nos condicionar a prática da oração. Lembremo-nos sempre: a oração é um recurso tão poderoso que pode mover o coração de Deus.

* É preciso créditos de fidelidade para alcançar a misericórdia divina - Isaías 38.3 - e disse: Ah! Senhor; lembra-te, peço-te, de que andei diante de ti em verdade e com coração perfeito e fiz o que era reto aos teus olhos. E chorou Ezequias muitíssimo. – Lamentações 3.22 As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim;

É impreensindível para todos nós acumularmos em nossa carreira cristã, créditos com Deus. Jesus disse: não ajuntem tesouros na terra onde a ferrugem e as traças consomem; mas ajunteis tesouros nos céus. Deus leva em conta o nosso trabalho; esforço e perseverança em prol do seu reino. Tudo que fazemos aqui não é em vão no Senhor, pois está registrado nos seus memoriais eternos. Deus conhece também as nossas falhas e fraquezas como diz a palavra: o cair é do homem e o levantar é de Deus. Está escrito: “Porque há esperança para a árvore que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos”(Jó 14.7). Porém aquele que leva uma vida dissoluta; sem compromisso com o reino; sem frutos, o que poderá argumentar ou questionar diante do Senhor quando estiver passando por situações aflitivas. Aquele que milita deve militar legitimamente, para que em momentos difíceis da sua vida, sempre tenha algo para apresentar ao Senhor.

* O choro sincero pode alterar decisões divinas em relação a seus filhos - Isaías 38.3b E chorou Ezequias muitíssimo. – Salmos 3.5 Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.

É bem verdade que a oração é algo poderoso, porém ela se torna mais eficaz ainda quando vem acompanhada de um choro copioso. Qual o pai que vendo um filho(a) chorando não vai se comover por pior arte que ele tenha feito. Assim é o nosso Pai com relação aos seus filhos. Se a nossa conduta por algum motivo provocar a ira de Deus, o choro é uma solução importante para aplacar a sua ira. Ezequias naquele momento era uma simples alma aflita que tinha descido do seu pedestal para se derramar em lágrimas aos pés do Senhor. O choro da aflição pode ter uma longa duração, porém com certeza ele atingirá o coração de Deus que é rico em misericórdia e está sempre pronto a nos perdoar. Vale a pena exercitar esta prática não só nos momentos de grandes sofrimentos; mas também nos momentos de refrigério, pois chorar aos pés do Senhor sempre proporcionará grandes alegrias para a nossa alma.

* A oração acompanhada de lágrimas tem poder de obter a graça divina - Isaías 38.5 - Vai e dize a Ezequias: Assim diz o Senhor, o Deus de Davi, teu pai: Ouvi a tua oração e vi as tuas lágrimas; eis que acrescentarei aos teus dias quinze anos. – Isaías 40.31 Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.

O crente quando chora o Senhor responde; isso é uma realidade. Tudo que é levado a Deus através da oração com fé regada pelas nossas lágrimas terá com certeza a resposta divina. Foi assim que aconteceu com o rei Ezequias, quando abriu o seu coração e derramou a sua alma diante da presença de Deus. Todas as suas forças estavam sendo minadas pelo avanço da sua enfermidade, mas tendo alcançado a benevolência divina o milagre da cura divina e cura interior, começa a ser operado pelo Senhor. O seu corpo cansado e marcado pela doença, passa a ser restaurado e renovado. A sua alma fica leve do terrível fardo do pecado, ganhando forças para correr e caminhar sem se cansar com novas forças físicas, mentais e espirituais. Muito crente sofre muitas vezes por desconhecer os procedimentos que deve ter diante de Deus e outros por terem um coração duro que não dão o braço a torcer e resistem para não se quebrantar na presença de Deus.

3. DEUS TEM PRAZER EM CURAR SEUS SOLDADOS FERIDOS PARA A BATALHA

* O Senhor anseia em restaurar os seus para estar na peleja com Ele - Isaías 38.6 - E livrar-te-ei das mãos do rei da Assíria, a ti, e a esta cidade; eu defenderei esta cidade. – Salmos 91.15 Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei.

Deus quer seus soldados batalhando continuamente, mas nem sempre isso é possível; pois a nossa luta é contra poderes malignos que agem de diversas formas para minarem as nossas forças físicas e espirituais. Porém em todas as dificuldades que passarmos, seja elas: físicas; psíquicas ou espirituais, jamais ficaremos prostrados; pois o Senhor sustenta a todos os que caem, e levanta a todos os abatidos. Nenhum crente doente em todos os sentidos tem condições de reunir forças para enfrentar qualquer tipo de combate, pois nessas condições o inimigo sempre prevalecerá. Agora quando colocamos a nossa casa espiritual em ordem, o quadro começa a mudar. Com a nossa vida espiritual fortalecida; em todas as ocasiões, sempre teremos forças para resistir a todos os desafios e investidas de qualquer poder maligno, pois quem de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca. A bíblia diz: resisti ao Diabo e ele fugirá de vós. Mas, fica a pergunta: resistir como? De qualquer maneira! É certo que não. Agora; tendo a vida no altar a situação se inverte e o inimigo vai ter que fugir.

* Se for preciso um sinal para confirmar um milagre o Senhor operará - Isaías 38.7 - E isto te será da parte do Senhor como sinal de que o Senhor cumprirá esta palavra que falou: - Números 23.19 Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?

Nem todos tem uma fé consistente para crer prontamente nos milagres de Deus. Alguns só vão crer totalmente no milagre se houver uma prova ou um sinal. Todos os milagres divinos são autênticos sem qualquer sombra de dúvida. A dúvida é inimiga da fé e quantos já deixaram e deixam a bênçãos escaparem por não entenderem os processos pelo qual Deus realiza os seus milagres. O milagre pode ser instantâneo ou pode acontecer mais adiante. Porém quando o milagre é de Deus não importa se é instantâneo ou não; o que importa é que se a fé for mantida ele vai acontecer de uma maneira ou de outra; porque Deus vela pela sua palavra para fazê-la cumprir. Nós servimos um Deus que nas suas características morais jamais mentiria; ou voltaria atrás naquilo que promete, pois isso iria contra a Sua própria palavra.

* Deus está no controle de tudo e não se limita a qualquer tipo de lei - Isaías 38.8 - eis que farei que a sombra dos graus, que passou com o sol pelos graus do relógio de Acaz, volte dez graus atrás. Assim, recuou o sol dez graus pelos graus que já tinha andado. – Lucas 18.27 Mas ele respondeu: As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus.

É evidente que um sinal desse porte vai além do que podemos imaginar. Mas, os nossos pensamentos não são os pensamentos de Deus e nem os seus pensamentos os nossos pensamentos. A sombra do sol avançar pelo relógio de Acaz no processo natural seria o lógico, porém retroceder seria totalmente ilógico, pois a terra teria que voltar na sua rotação e isso aos olhos de toda ciência seria totalmente impossível. Se Deus tem o poder para realizar um feito dessa natureza, o que poderia ser impossível para Ele?  Esta obra prodigiosa mostra o poder de Deus no céu e na terra, a grande forma em que Ele escuta a oração e o grande favor que concede a seus eleitos.